Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Obra?

A palavra de DEUS diz que a fé sem obras é morta. Meditando na palavra começamos a pensar nesta verdade. Acreditem, ela faz sentido!
Como eu posso dizer que tenho fé, que acredito se não pratico, não vivo? Aí entra a obra. Se eu acredito eu tenho que viver, preciso fazer. A árvore precisa dar fruto. Do contrário, é como cantar (louvar) que faço tudo para agradar a DEUS e na prática colocar minhas limitações acima deste meu louvor.
A obra, o fazer algo é necessário. Eu acredito que a palavra de DEUS me ensina alguma coisa e que isto é importante e na prática, no executar, nada?
A obra precisa ser feita, isto é importante.
A pergunta é de como deve ser feita.
Uma das coisas muito dita no meio cristão é que para DEUS damos o nosso melhor.
Como definimos isso pode ser o problema. Para uns o seu melhor é aquelas duas moedas. Este pode ser um conforto que não traz vantagem na obra. Tem se tornado uma barreira.
Como fazer a obra?
Entendemos que o talento quem dá é DEUS.
E como definr isso?
Vamos colocar como exemplo o talento dado por DEUS na pregação.
Como desenvolver esse talento dado por Ele?
O que eu preciso para ser um pregador além de ter contato direto com DEUS e estar no Espírito Santo são na verdade as coisas práticas da vida. O pregador ensina a palavra de DEUS. Ensina.  Só que para este feito você precisa primeiro aprender. Você aprende estudando, no caso, a palavra de DEUS. Estudando a bíblia.
O louvor a mesma coisa. Você tem o talento, mas não conhece as notas musicais e os tons. Para desenvolver precisa conhecer, estudar.
Lamentavelmente alguns usam como desculpa a história das duas moedinhas para fazer a obra de forma desleixada. Isso precisa mudar.
O seu melhor para DEUS é tudo que você pode dar?
Não!
É o seu melhor.
A sua melhor roupa do culto da santa ceia não precisa ser o mais caro daqueles em que se parcela a perder de vista e acaba-se com o nome negativado, mas sim aquela roupa que você já tem bem lavada e passada, mesmo que seja antiga ou doada . Mas tendo seu coração devoto já é tudo.
Para se dar o melhor a DEUS de nós, precisamos desenvolver o talento que Ele nos dá. Seja o talento do louvor, da pregação, da liderança, evangelismo,... todos os talentos precisam ser desenvolvidos, pois a obra precisa continuar e com qualidade. O mundo cobra isso.
A fé sem obras é morta. Para esta fé não morrer tenho eu que estudar e aperfeiçoar os talentos que DEUS me deu. Como diz a parábola dos talentos, precisa crescer.
Fazer a obra requer esforço, dedicação, aprendizado (não importa a idade que tenha, pois nunca é tarde para aprender) e comunhão com DEUS e o homem. Esforça-te, tende bom animo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário